Marcelo Leite

Ciência em Dia

 

Miscelânea

Cheiro de goiaba verde

 
 

Cheiro de goiaba verde

Leio no jornal Valor Econômico reportagem segundo a qual o PV, além de Marina Silva, quer também Gabriel Chalita na eleição de 2010:


Dirigentes do PV contam com a eleição, no Estado, de um senador da provável chapa PSDB/ PMDB e apostam na força eleitoral de Chalita, que em 2008 obteve 102 mil votos para a Câmara Municipal de São Paulo. Ligado à Renovação Carismática da Igreja Católica, Chalita é apresentador na TV Canção Nova, autor de livros e foi secretário da Educação do governo de Geraldo Alckmin (PSDB-SP).


Se eu fosse carola como eles, diria: "Meu Deus!" Sarneyzinho, Gabeira e Chalita no mesmo palanque, justo o de Marina Silva. As voltas que o mundo dá. Só falta agora alguém propor que ele seja o vice da candidata verde.

Escrito por Marcelo Leite às 11h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Questão de visibilidade

 
 

Questão de visibilidade

Imagine um portal de publicações científicas que agregue o conteúdo de 637 periódicos especializados editados em 14 países. Que, ao longo de 12 anos, tenha veiculado 204.764 artigos de pesquisa em 13.824 edições dessas revistas. (...)

Trata-se da SciELO, a Biblioteca Eletrônica Científica Online ("Scientific Electronic Library Online", na sigla em inglês). Apesar do nome, nasceu há 12 anos em São Paulo. De lá para cá, espalhou-se pela América Latina e pela península Ibérica. Agora, atravessou o Atlântico Sul. (...)

É provável que nenhuma outra instituição ou iniciativa tenha feito tanto para tornar a pesquisa brasileira mais visível no cenário internacional. Ao veicular de graça na internet as edições completas dos periódicos científicos associados, a SciELO torna-as acessíveis para qualquer outro pesquisador, ou curioso, do planeta. (...)

A última aquisição foi a África do Sul, onde se fala inglês de verdade -além de africâner, xhosa, zulu e sotho. Uma participação ainda modesta, com apenas cinco periódicos e um total de 25 números. Bem menos que a potência científica da Espanha, cuja adesão teve início em 1999 e conta hoje com 39 revistas (das quais pelo menos cinco em inglês).

A entrada da África do Sul acaba de render mais algumas fichas para a SciELO. Wieland Gevers, um bioquímico que presidiu a Academia de Ciências daquele país de 1998 a 2004, escreveu para o periódico americano "Science" -um dos mais lidos e influentes do mundo- um editorial sobre globalização das publicações científicas que elege a SciELO como exemplo a ser seguido por outras nações africanas e regiões do mundo. O texto saiu na edição de anteontem. (...)

Não é café pequeno. Em alguns gabinetes de Brasília, contudo, a SciELO costuma provocar urticária. Ali se faz vista grossa -e põe grossa nisso- para a inovação brasileira que faz sucesso por todo lado: Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal, Uruguai, Venezuela - e, agora, África do Sul.


Leia a íntegra da coluna Ciência em Dia na Folha de S.Paulo (aqui, só para assinantes).

Escrito por Marcelo Leite às 10h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Leite Marcelo Leite é repórter especial da Folha e autor do livro "Promessas do Genoma".
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.