Marcelo Leite

Ciência em Dia

 

Miscelânea

Mais ou menos fora do ar

 
 

Mais ou menos fora do ar

Este blog ficará mais ou menos fora do ar até dia 4 de agosto, por motivo nobre: férias do responsável. De domingo (28/6) até quinta (2/7) estarei no 59] Encontro de Prêmios Nobel de Lindau (Alemanha), de onde pretendo postar algo, mas depois o silêncio será mais provável. Até a volta.

Escrito por Marcelo Leite às 11h36

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nature e SciAm, agora juntas

 
 

Nature e SciAm, agora juntas

Dois gigantes da divulgação científica - os periódicos científicos da família Nature e todos os produtos leigos da grife Scientific American - se encontram agora sob o mesmo teto, o do Grupo Editorial Nature (NPG) britânico. Leia o que diz comunicado distribuído a jornalistas de ciência pela Nature:


NPG e Scientific American estão se unindo em um único negócio, subordinado ao diretor administrativo do NPG, Steven Inchcoombe. As duas marcas icônicas de Nature e Scientific American posicionarão o NPG como o mais autorizado e abrangente grupo de mídia científica, abarcando do consumidor ao acadêmico, do estudante de ensino básico ao pesquisador.


É impressionante ver reunidas as duas fontes de informação que estiveram na origem de meu interesse e aperfeiçoamento como jornalista de ciência. A SciAm não figura mais como uma fonte relevante ou frequente de pautas para repórteres da área (e a Nature, cada vez menos), mas ainda assim são publicações para lá de respeitáveis, cuja leitura contribui muito para manter todos os interessados em pesquisa a par do que vai pelo mundo, sobretudo fora de suas áreas de especialidade.

Verticalização, porém, sempre traz seus riscos. A Nature montou uma máquina eficiente de divulgação antecipada do conteúdo de duas dúzias de revistas e periódicos, à qual se agrega agora a SciAm. Esse serviço é por vezes acusado de privilegiar trabalhos com mais apelo científico que jornalístico [CORREÇÃO em 25/6, 11h20: obviamente, "mais apelo jornalístico que científico"], e a estréia da SciAm fornece algum apoio à tese.

No site da Nature para jornalistas de ciência, o artigo destacado da SciAm versa sobre uso de técnicas forenses para localizar a origem de uma carga de dez toneladas de marfim ilegal apreendida em 2006. Leitura de interesse certo, pois envolve um elemento inconteste de sucesso na área - bichos, e ainda por cima bichos ameaçados e populares como elefantes. Note, porém, a capa da SciAm internacional de julho (não confundir com a tradução brasileira):

Capa da edição de julho (Reprodução)

O tema é a nova geração de biocombustíveis (álcool celulósico, obtido de restos vegetais, capim etc. - já apelidado em inglês de "grassoline"). Parece bem mais relevante, diante da necessidade mundial de desembarcar dos combustíveis fósseis, tanto é que ganhou a capa. Mas tem menos chance de atrair a atenção de repórteres de ciência, deve ser o cálculo.

Passei os olhos pelo artigo, bem informativo. Não toca, porém, na enorme diferença de rendimento entre cana-de-açúcar e milho para obtenção de etanol no momento presente, nem das sobretaxas protecionistas impostas pelos EUA (que usam milho) ao produto do Brasil (campeão da cana). "Cana" e "Brasil", aliás, são mencionados uma só vez na reportagem de capa.

Escrito por Marcelo Leite às 11h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ciência e Mídia

 
 

Ciência e Mídia

Recebi comunicado sobre curso de jornalismo científico no Recife em setembro, que reproduzo:


Com objetivo de fornecer ferramentas para a reflexão sobre os mecanismos e os processos de cobertura de temas de ciência e tecnologia em diferentes meios de comunicação – como televisão, rádio e internet, por exemplo – e aprimorar sua cobertura jornalística, será realizado o curso "Ciência e Mídia – Capacitação em jornalismo científico", em Recife, de 2 a 4 de setembro.

 

O curso, que é gratuito, terá 50 vagas e será voltado para jornalistas interessados em jornalismo científico, que já atuem, ou não, na área. O programa do curso reúne palestras, mesas-redondas e atividades práticas ministradas por cerca de 20 profissionais com diversas atuações na área de divulgação científica.

Será oferecido auxílio – passagem, hotel e alimentação - para 20 jornalistas que atuem em universidades, institutos de pesquisa e meios de comunicação de massa no Nordeste, exceto Recife, local onde o curso será realizado.

O curso é uma iniciativa da Coordenação de Gestão do Conhecimento do Departamento de Ciência e Tecnologia/Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, do Núcleo de Estudos da Divulgação Científica/Museu da Vida/ Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, da Assessoria de Comunicação do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/Fiocruz e da Coordenação de Comunicação Social da Fiocruz.

SERVIÇO:

Início das inscrições: 22 de junho

Público-alvo: jornalistas que atuem em meios de comunicação de massa, universidades e instituições de pesquisa

Fim das inscrições e prazo para postagem de documentação: 27 de julho (não serão aceitos documentos com data de postagem posterior)

Formulário de inscrição: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=2977 
Ementa e programação:
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/ementacienciamidia.pdf
Mais informações: decit@saude.gov.br

Endereço para envio da correspondência:
Ciência e Mídia - Curso de Capacitação em Jornalismo Científico
Ministério da Saúde
Departamento de Ciência e Tecnologia
Esplanada dos Ministérios, Bloco G, 8º Andar, Sala 851
70058-900 Brasília – DF

Escrito por Marcelo Leite às 14h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Leite Marcelo Leite é repórter especial da Folha e autor do livro "Promessas do Genoma".
RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.