O QI de um baiano e o de baianos em geral

Será que a péssima avaliação do curso de medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sobre a qual li reportagem na Folha, tem alguma coisa a ver com o fato de ser dirigido por Antônio Dantas? O doutor, afinal, tem uma explicação do século 19 para o baixo desempenho de seus alunos:


"O baiano toca berimbau porque só tem uma corda. Se tivesse mais [cordas], não conseguiria", afirmou, ressalvando que há exceções a sua regra.
Questionado se já foi alvo de críticas, Dantas disse que é "franco" e que "reconhece a limitação dos que o cercam".


Pelo visto, Dantas só exclui a si mesmo.

Quando a gente pensa que já ouviu de tudo da onda oportunista-conservadora de crítica ao PC (politicamente correto), sempre aparece uma besteira ainda mais inacreditável. Só faltou Dantas dizer que é porque há muitos negros (perdão, pretos e pardos) na Bahia.